30 de Agosto de 2017 / às 22:46 / 3 meses atrás

Gasolina dispara e petróleo recua; Harvey fecha 24% da capacidade de refino dos EUA

NOVA YORK (Reuters) - Os contratos futuros da gasolina subiram nesta quarta-feira para uma máxima de dois anos, enquanto o petróleo caiu, uma vez que as enchentes e danos da tempestade tropical Harvey fecharam quase um quarto da capacidade de refino dos Estados Unidos, reduzindo a demanda por petróleo enquanto aumentava os riscos de escassez do combustível.

Cerca de 4,4 milhões de barris em capacidade de refino dos EUA foi desligada devido à Harvey, segundo relatos de companhias e estimativas da Reuters. Isso corresponde a quase um quarto do refino dos EUA, e reiniciar as plantas até mesmo sob as melhores condições climáticas ainda pode levar uma semana ou mais.

“A capacidade está agora nas mãos de poucas grandes empresas em poucas grandes unidades”, disse Antoine Halff, do programa de pesquisa dos Mercados Globais de Petróleo na Universidade de Columbia.

“Significa que, se algo der errado, é um grande impacto.”

Os futuros da gasolina dos EUA subiram 5,9 por cento para 1,8847 dólar por galão, tendo tocado 1,9140 dólar, a máxima desde julho de 2015.

O petróleo Brent fechou em queda de 1,14 dólar, ou 2,2 por cento, a 50,86 dólares por barril. O petróleo dos EUA fechou em queda de 0,48 dólar, ou 1 por cento, a 45,96 dólares por barril.

Por Julia Simon

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below