31 de Agosto de 2017 / às 19:59 / em 3 meses

Acionistas da Estácio rejeitam definição de prêmio em caso de tomada de controle

SÃO PAULO (Reuters) - Acionistas da Estácio Participações rejeitaram em assembleia-geral extraordinária na manhã desta quinta-feira a adoção de um mecanismo que encarece a tomada de controle da empresa.

Faculdade da Estácio no Rio de Janeiro 30/06/2016 REUTERS/Ricardo Moraes

No fim de junho, a companhia convocou a reunião para votação de uma proposta de reforma do estatuto, incluindo modificações em regras que se aplicam a quem atingir participação de 20 por cento ou mais na Estácio, como a obrigatoriedade de realização de oferta pública de aquisição de ações (OPA).

Entre as deliberações, os acionistas rejeitaram a fixação de prêmio de 30 por cento em caso de OPA. O preço por cada ação e sobre o qual se aplicaria o ágio seria o mais alto dos seguintes cálculos: média ponderada dos 90 pregões que antecederam a data da oferta, valor do papel na última OPA efetivada 24 meses antes da oferta ou valor econômico da empresa.

O presidente da Estácio, Pedro Thompson, afirmou que a votação sobre o mecanismo, conhecido no mercado como ‘poison pill’, foi apertada, com 48 por cento dos acionistas presentes a favor e 52 por cento contra. “Foi uma proposta da administração que não passou por pouco”, disse.

Perguntado se a rejeição da proposta poderia abrir espaço para mudanças no controle da empresa, o executivo destacou que a melhor proteção contra tentativas de aquisição é a apreciação do papel, que já subiu quase 65 por cento em 2017.

De modo geral, ele avaliou que o saldo final da assembleia foi positivo. “Atingimos o quórum mínimo de dois terços, o que pode ser visto como um sinal do engajamento dos acionistas com a companhia”, afirmou Thompson.

O executivo ainda destacou a aprovação da criação de quatro comitês - Estratégia, Gente e Governança, Auditoria e Finanças e Acadêmico - para assessorar o conselho de administração da Estácio. “É uma vitória em termos de governança”, comentou.

Segundo ele, a empresa deve continuar focada em melhorar sua rentabilidade ante os concorrentes e já contratou o BTG Pactual para assessorá-la em eventuais aquisições. “Temos gap (diferença ante rivais) estrutural e uma das menores rentabilidades, e é nisso que estamos focando neste momento”, disse.

Questionado se a Estácio estaria planejando aumento de capital, Thompson afirmou que até o momento a empresa não estuda essa possibilidade.

Perto do final do pregão, as ações da Estácio recuavam 2,4 por cento, a 25,66 reais, devolvendo parte dos ganhos da véspera, quando fechou com variação positiva de 3,87 por cento teve o melhor desempenho do Ibovespa, em antecipação à assembleia. Em agosto, contudo, os papéis da Estácio ainda acumulam alta de quase 26 por cento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below