2 de Setembro de 2017 / às 19:19 / 19 dias atrás

Petrobras assina acordo com banco de desenvolvimento chinês e poderá ter crédito de 5 bilhões

BRASÍLIA (Reuters) - A Petrobras e o Banco de Desenvolvimento Chinês assinaram no último, em Pequim, um memorando de entendimento que permitirá à empresa brasileira “explorar oportunidades no mercado financeiro chinês”, informou neste sábado o jornal Valor Econômico.

O memorando, chamado de “acordo de cooperação estratégica abrangente”, foi assinado durante a visita do presidente Michel Temer a China. Permitirá à Petrobras buscar novas opções de financiamento na China e usar a segunda metade de um crédito de 10 bilhões de dólares aberta no ano passado pelo banco, com lastro nas exportações de petróleo brasileiras para a China, disse o jornal.

A cooperação com o banco chinês irá cobrir o financiamento e o leasing de plataformas de petróleo e outros equipamentos necessários para exploração e produção e investimentos conjuntos nas áreas de exploração e refino.

A Petrobras não respondeu ao pedido de comentário feito pela Reuters.

Em dezembro, a empresa tomou um empréstimo inicial de 5 bilhões de dólares por 10 anos que pode ser pago em dinheiro ou em Petróleo, a pedido da China.

A Petrobras é hoje a empresa petrolífera com maior débito no mundo e foi forçada a vender ativos e cortar custos enquanto tenta se recuperar da queda dos preços do petróleo, um enorme processo de fixação de preços e o escândalo de corrupção revelado pela operação Lava Jato.

Reportagem de Anthony Boadle

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below