4 de Setembro de 2017 / às 17:18 / em 18 dias

Índices acionários europeus recuam por preocupações com teste nuclear da Coreia do Norte

MILÃO (Reuters) - As notícias do último teste nuclear da Coreia do Norte pressionaram os mercados acionários europeus nesta segunda-feira, mas falharam em provocar intensas vendas generalizadas já que os investidores parecem estar se acostumando a tensões geopolíticas.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,55 por cento, a 1.470 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,52 por cento, a 374 pontos.

O índice de blue-chips da zona do euro recuou 0,5 por cento.

“Os mercados acionários na Europa estão no vermelho hoje porque as tensões em torno da Coreia do Norte aumentarem de novo diante do teste com bomba nuclear realizada pelo regime no fim de semana”, disse o analista de mercado da CMC Markets David Madden.

“Os operadores estão claramente nervosos, uma vez que as ações estão em baixa, mas as vendas hoje não foram tão fortes como em outras vezes”, completou.

A Coreia do Norte afirmou que realizou um teste com uma bomba de hidrogênio avançada para um míssil de longo alcance no domingo, provocando o alerta de uma resposta militar “maciça” dos Estados Unidos se o país ou seus aliados forem ameaçados.

“Uma bomba de hidrogênio é inegavelmente diferente dos lançamentos anteriores de mísseis ou testes nucleares... No entanto, a maior questão para os investidores continua --o que vem depois? As tensões vão levar a negociações ou à guerra?”, disse o estrategista-chefe de mercado do FXTM, Hussein Sayed.

A incerteza sobre a resposta ao mais recente teste norte-coreano preocupou os investidores, levando a uma alta na volatilidade do mercado acionário. O índice de volatilidade do mercado acionário avançou 1,5 ponto.

Os ganhos em ativos seguros, incluindo o ouro, impulsionou as mineradoras de metais preciosos Randgold e Fresnillo, que subiram respectivamente 2 e 2,9 por cento. A Polymetal ainda teve suporte adicional da melhora de sua avaliação pelo JPMorgan para “neutro”, de “underweight”.

A farmacêutica Novartis terminou com queda de 1 por cento depois que o grupo disse que seu presidente-executivo, Joseph Jimenez, vai deixar o cargo em 2018, e que o desenvolvedor-chefe de remédios, Vasant Narasimhan, de 41 anos, vai dirigir a empresa a partir de fevereiro.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,36 por cento, a 7.411 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,33 por cento, a 12.102 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,38 por cento, a 5.103 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,31 por cento, a 21.790 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,80 por cento, a 10.243 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,61 por cento, a 5.163 pontos.

Por Danilo Masoni

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below