5 de Setembro de 2017 / às 22:14 / 3 meses atrás

BR Properties planeja volta a mercado de galpões

SÃO PAULO (Reuters) - A BR Properties planeja retornar ao mercado de galpões industriais e logísticos, devendo atuar em algumas regiões específicas, principalmente em São Paulo e Rio de Janeiro, afirmou nesta terça-feira o presidente da companhia, Martín Jaco.

A empresa se desfez entre 2013 e 2014 de seu portfólio industrial, que contava com 1,2 milhão de metros quadrados de área locável.

“Eram propriedades espalhadas que vendemos no pico do mercado e conseguimos um preço muito bom”, comentou o executivo durante evento com analistas e investidores, em São Paulo.

A BR Properties já deu início aos planos de retomada do portfólio industrial com a aquisição em julho deste ano de uma área em Jarinu (SP) por 49,4 milhões de reais. “Temos já 50 por cento da área locada”, afirmou.

Jaco ressaltou, contudo, que o segmento de escritórios corporativos continuará sendo o foco principal da companhia.

Segundo o diretor financeiro da empresa, André Bergstein, a companhia tem uma sólida posição de caixa e vê espaço para compra de mais ativos nos próximos meses.

Bergstein acrescentou que boa parte dos 953 milhões de reais captados na oferta de ações (follow on) devem ser direcionados a aquisições, além do reforço da estrutura de capital por meio da quitação de dívidas a vencer sem utilização do caixa.

Nos últimos 12 meses, a BR Properties já desembolsou 1,2 bilhão de reais em aquisições, informou o presidente da empresa, acrescentando que o ritmo de recuperação da economia é o que vai determinar a janela de oportunidades.

Jaco ressaltou, contudo, que também estão previstos desinvestimentos nos próximos anos, como parte dos esforços para gestão do portfólio de ativos imobiliários.

“Desde 2009 vendemos imóveis de menor porte para melhorar a qualidade do nosso portfólio. Isso acontece todo ano e vamos continuar reciclando o portfólio”, explicou o presidente da BR Properties.

RETOMADA

Na avaliação dos dois executivos, o mercado de imóveis comerciais começou a dar sinais de recuperação no primeiro semestre deste ano, particularmente em São Paulo, mas ainda pode apresentar volatilidade até as eleições de 2018.

“Muitos inquilinos aproveitaram para se mudar para imóveis mais convidativos... Vimos movimentação grande na primeira metade do ano, com empresas se posicionando para o crescimento esperado para os próximos anos”, disse Jaco.

De acordo com ele, já se observa estabilidade ou pequeno aumento no valor dos aluguéis e queda na taxa de vacância em São Paulo.

Para o Rio de Janeiro, contudo, a BR Properties ainda não espera uma recuperação do mercado de imóveis comerciais, embora haja um número significativo de empresas buscando espaços.

“O Rio de Janeiro não está no mesmo estágio que São Paulo e os aluguéis devem continuar caindo e a vacância aumentando”, explicou o presidente da companhia.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below