8 de Setembro de 2017 / às 14:44 / em 2 meses

Ibovespa tem leves variações de olho em cena política

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista tinha leves variações nesta sexta-feira, após o feriado de 7 de setembro, diante do cenário político mais favorável, mas com as recentes altas e a proximidade com as máximas históricas limitando os movimentos.

Às 11:37, o Ibovespa caía 0,32 por cento, a 73.179 pontos, rondando a mínima intradia, enquanto na máxima até o momento chegou a subir 0,32 por cento. O giro financeiro somava 2,7 bilhões de reais.

O bom humor recente entre investidores vem na esteira de perspectiva melhor para o avanço da agenda de reformas do governo do presidente Michel Temer, após o pedido de abertura de investigação da delação de executivos da J&F, controladora da JBS. O otimismo ganhou mais força após o Congresso concluir votações consideradas importantes como a da criação da Taxa de Longo Prazo (TLP) e das novas metas fiscais.

“No front político, o ambiente segue mais favorável a Temer, e a agenda de reformas parece ganhar fôlego”, escreveram analistas da corretora Guide Investimentos em nota a clientes.

Ainda no cenário local, após o fechamento dos mercados na quarta-feira, o Banco Central cortou a taxa básica de juros em 1 ponto percentual, conforme o esperado, e indicou que vai desacelerar o ritmo de cortes de forma “gradual”.

Investidores também adotavam alguma cautela antes do fim de semana, de olho no cenário internacional, com receios sobre os potenciais impactos da chegada do furacão Irma ao sul da Flórida, nos Estados Unidos.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN caía 1,26 por cento e PETROBRAS ON recuava 1,29 por cento, em sessão sem rumo único para os preços do petróleo no mercado internacional e após a série de ganhos recentes que levou os papéis preferenciais a acumularem alta de 11,7 por cento nos últimos cinco pregões.

- VALE ON tinha baixa de 2,83 por cento, em linha com o movimento dos contratos futuros do minério de ferro na China.

- GERDAU PN perdia 5,42 por cento, entre as principais baixas do índice, em dia de queda para os contratos futuros do minério de ferro e do aço na China, e também após o Credit Suisse cortar a recomendação do papel para “neutra”, de “outperform”.

- CSN ON avançava 0,71 por cento, com o melhor desempenho entre as siderúrgicas que compõem o Ibovespa, ainda na esteira do mais recente anúncio de reajuste em preço do aço e depois que o Credit Suisse melhorou a recomendação da ação para “neutra”, ante “underperform”.

- NATURA ON subia 2,53 por cento, figurando entre os destaques positivos do Ibovespa, após a empresa concluir a compra da marca britânica de cosméticos The Body Shop, em um negócio estimado em 1 bilhão de euros.

- JBS ON avançava 2,38 por cento, dando sequência ao movimento de recuperação iniciado na quarta-feira, após a ação despencar mais de 8 por cento no início da semana, com o pedido de abertura de investigação da delação de executivos da controladora J&F, o que pode levar à rescisão dos benefícios concedidos aos delatores.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below