19 de Setembro de 2017 / às 11:26 / em 3 meses

Conselho de trabalhadores da Thyssenkrupp ameniza oposição a fusão com Tata Steel

DUSSELDÖRF (Reuters) - O conselho de trabalhadores da Thyssenkrupp está preparado para avaliar uma fusão das operações de aço do grupo alemão na Europa com as da Tata Steel, embora continue se opondo a essa medida como uma forma de reestruturar os negócios.

“As negociações serão difíceis”, afirmou Wilhelm Segerath, diretor do conselho de trabalhadores da Thyssenkrupp e membro do comitê de supervisão do grupo alemão, a repórteres nesta terça-feira.

“Nós vamos examinar isso e, se no final nossas condições forem satisfeitas e toda a unidade estiver livre de dívida, então é uma possibilidade”, acrescentou ele.

O conselho de trabalhadores quer garantias de emprego e fábricas, bem como promessas de investimentos.

O comitê de supervisão da Thyssenkrupp se reunirá em 23 de setembro para discutir a possível fusão, que o presidente-executivo da empresa, Heinrich Hiesinger, diz ser o melhor modo de lidar com o excesso de capacidade do mercado.

Líderes sindicais, contudo, temem que a medida custará milhares de empregos.

Por Tom Kaeckenhoff

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below