September 21, 2017 / 2:08 PM / in 8 months

Dólar tem leves oscilações ante real após decisão Fed e de olho no STF

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar registrava leves elevações ante o real nesta quinta-feira, monitorando, de um lado, a trajetória de alta da moeda ante outras divisas emergentes no exterior um dia depois de o banco central norte-americano ter ampliado as expectativas de nova alta de juros no país ainda este ano, e, de outro, o cenário interno, em meio a notícias econômicas positivas.

Às 11:05, o dólar avançava 0,19 por cento, a 3,1353 reais na venda. Na mínima, a moeda marcou 3,1258 reais e, na máxima, 3,1430 reais. O dólar futuro operava praticamente estável.

“Não existe um movimento de aperto monetário forte nos Estados Unidos, o que dilui um pouco a pressão do dólar. Além disso, há uma conjuntura favorável na esfera econômica, deixando a moeda mais resiliente”, explicou o presidente do correspondente cambial Remessa Online, Fernando Pavani.

Ele se referia à trajetória benigna dos índices de inflação, após o IPCA-15 mais baixo do que o previsto em setembro, e também às projeções de inflação favoráveis à frente apresentadas no Relatório Trimestral do Banco Central, ambos divulgados nesta quinta-feira.

No cenário externo, o dólar caía ante uma cesta de moedas, depois de ter atingido a máxima de dois meses na véspera após o Federal Reserve, banco central norte-americano, ter ampliado as expectativas de alta de juros este ano.

A realização chegou a ser interrompida momentaneamente após os dados de auxílio-desemprego. Mas o dólar seguia em alta ante moedas emergentes, como os pesos chileno e mexicano.

Mais juros tendem a atrair de volta aos EUA recursos aplicados hoje em outras praças, como a brasileira.

Os investidores ainda seguem de olho na cena política nacional, um dia depois que a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal votou para rejeitar pedido da defesa do presidente Michel Temer para barrar o envio imediato da denúncia feita contra ele para a Câmara dos Deputados. O julgamento, suspenso na véspera, continua nesta quinta-feira.

“Existe um consenso de que o Congresso não vai aceitar a segunda denúncia (contra Temer)”, avaliou Pavani.

O Banco Central fará novo leilão de swap cambial tradicional —equivalente à venda futura de dólares— para rolagem do vencimento de outubro. A oferta será de até 12 mil contratos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below