22 de Setembro de 2017 / às 10:49 / em 2 meses

Mercado acionário chinês tem pouca variação apesar de rebaixamento do país e ameaça norte-coreana

XANGAI/TÓQUI (Reuters) - Os mercados acionários da China recuperaram a maior parte das quedas iniciais nesta sexta-feira uma vez que os investidores não deram atenção ao rebaixamento da classificação de crédito da China pela S&P e à ameaça de um outro teste nuclear pela Coreia do Norte.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, ficou estável, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,15 por cento.

Os investidores parecem esperar que Pequim mantenha a estabilidade nos mercados financeiros antes do Congresso do Partido que começa em 18 de outubro.

Na semana, o CSI300 avançou 0,2 por cento, enquanto o SSEC ficou estável. Os dois índices operaram em intervalos estreitos nas últimas semanas.

“A confiança dos investidores foi afetada por uma série de más notícias, pelo menos no curto prazo”, disse o chefe do departamento de investimentos no exterior do Shanghai Kaiyuan Group, Fan Wenjie.

“E o plano de aperto monetário do Fed pode estimular alguns investidores a ajustar sua carteira e comprar mais ativos em dólares”.

Para alguns, a confiança foi pressionada pela rebaixamento da China pela S&P para “A+”, de “AA-”, com a agência de classificação de crédito informando que “um período prolongado de forte crescimento do crédito aumentou os riscos econômicos e financeiros da China”.

Na semana, os investidores se desfizeram de ações de recursos básicos por temores de que um dólar mais forte pudesse afetar os preços das commodities, com o índice das grandes empresas de matérias-primas recuando 2 por cento.

Já a maior parte do restante das bolsas asiáticas recuou depois que a Coreia do Norte disse que pode testar uma bomba de hidrogênio no Oceano Pacífico e intensificou a guerra de palavras com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,41 por cento às 7:45 (horário de Brasília).

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,25 por cento, a 20.296 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,82 por cento, a 27.880 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,15 por cento, a 3.352 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,00 por cento, a 3.837 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,74 por cento, a 2.388 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 1,22 por cento, a 10.449 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,20 por cento, a 3.220 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,47 por cento, a 5.682 pontos.

Por Shinichi Saoshiro

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below