26 de Setembro de 2017 / às 16:51 / em 3 meses

Itaú Unibanco avalia retirar limite máximo de remuneração aos acionistas

SÃO PAULO (Reuters) - O Itaú Unibanco anunciou nesta terça-feira que pretende retirar o limite máximo de 45 por cento do lucro líquido consolidado recorrente para a remuneração dos acionistas via juros sobre capital próprio e dividendos.

O banco afirmou, em fato relevante ao mercado, que a proposta prevê que o cálculo anual de remuneração vai incluir análise de lucratividade e demandas de capital do grupo, “sempre considerando o mínimo previsto no estatuto”, de 35 por cento do lucro consolidado recorrente.

Com isso, a instituição afirmou que o percentual de pagamento aos acionistas poderá variar de ano para ano por conta de lucratividade do grupo e das demandas de capital.

Por Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below