28 de Setembro de 2017 / às 17:44 / em 2 meses

Ministro de Energia negocia "golden share" da Eletrobras com Temer e equipe econômica

PARACAMBI, Rio de Janeiro (Reuters) - A pasta de Minas e Energia do governo federal tem defendido junto ao presidente Michel Temer e à equipe econômica que é “fundamental” que a União detenha um poder de veto sobre assuntos estratégicos na Eletrobras após a pretendida privatização da companhia, que deve ser realizada até o final do primeiro semestre de 2018 e deixar o governo com uma fatia minoritária na estatal, disse nesta quinta-feira o ministro Fernando Coelho Filho.

Ele disse que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, colocou-se contra o mecanismo de “golden share” em empresas como o IRB e a Embraer, mas que no caso da Eletrobras a discussão está em andamento dentro do governo federal.

“Eu tenho defendido no grupo que tem trabalhado nessa modelagem (da privatização) que é fundamental a gente ter a ‘golden share, eu disse isso para o presidente (Temer), disse isso pro Meirelles, pro Dyogo (Oliveira, ministro do Planejamento)... vamos defender, e a expectativa é que a gente vá ter, sim, a ‘golden share’ para nos assuntos estratégicos o governo ter poder de veto”, disse Coelho Filho a jornalistas, após participar do lançamento de obras da chinesa State Grid no Rio de Janeiro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below