29 de Setembro de 2017 / às 00:54 / em 2 meses

Relator do caso da Oi na Anatel vê polarização acima do normal entre credores e acionistas

BRASÍLIA (Reuters) - O conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) Leonardo Euler de Morais, relator do caso da caducidade da Oi, disse nesta quinta-feira que vê polaridade acima do normal entre parte dos acionistas e credores da empresa, e que isso gera prejuízo às negociações para recuperar a operadora.

Mais cedo, Morais adiou a análise que ocorreria nesta quinta na Anatel do pedido de abertura de processo de cassação da concessão da Oi, que está em recuperação judicial.

Na nota em que fez o anúncio, o conselheiro mencionou “indícios de eventual conflito de interesses”.

Falando a jornalistas no fim da reunião do conselho-diretor da agência, Morais disse que a polarização “extrapola o esperado numa situação que já é normalmente difícil”.

Sem citar detalhes, ele disse ainda ter sido informado pelo representante da Anatel nas reuniões do conselho da Oi que haveria “posicionamentos significativamente divergentes sobre a forma de endereçar o caixa da empresa nesse processo de recuperação judicial”.

Morais não revelou quando levará de volta o processo da Oi ao colegiado da Anatel, mas disse não descartar a convocação de uma reunião extraordinária apenas para o assunto.

Reportagem de Leonardo Goy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below