2 de Outubro de 2017 / às 14:52 / 19 dias atrás

Inflação deve ficar abaixo de 3% em 2017, diz ministro do Planejamento, fora da meta

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou nesta segunda-feira que a inflação brasileira deve fechar este ano abaixo de 3 por cento, ou seja, estourando a meta oficial de 2017.

Dyogo Oliveira, ministro do Planejamento do Brasil, durante coletiva de imprensa em Brasília 29/06/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

“O que estamos presenciando é um processo muito saudável de recuperação da economia brasileira... Por exemplo, inflação baixa que deve no ano ir abaixo de 3 por cento”, afirmou o ministro durante evento no Rio de Janeiro.

“As projeções para 2018 estão caindo e se aproximando de 4 (por cento) e deixa espaço para processo de política monetária mais benigno”, acrescentou.

A meta deste ano e do próximo é de 4,5 por cento de alta pelo IPCA, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos. Se a inflação não ficar dentro desse intervalo, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, terá de fazer uma carta aberta para explicar a falha em atingir a meta.

Pesquisa Focus do BC, que ouve semanalmente uma centena de economistas, mostrou mais cedo que as projeções de alta do IPCA deste ano estavam em 2,95 por cento e de 4,06 por cento para 2018.

O ministro também afirmou que não havia a necessidade de decidir agora sobre devoluções de recursos adicionais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) à União em 2018.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below