3 de Outubro de 2017 / às 13:30 / em um mês

BNDES precisará de fontes alternativas para devolver R$180 bi ao Tesouro, diz diretor

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social ((BNDES) vai precisar de fontes adicionais de recursos se devolver antecipadamente no próximo ano os 180 bilhões de reais cobrados pela União, afirmou nesta terça-feira o diretor da área de credito da instituicao de fomento, Carlos Alexandre Jorge da Costa.

Homem passa por logo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na sede do banco no Rio de Janeiro 11/01/2017 REUTERS/Nacho Doce

“Temos recursos em caixa, mas a maior parte já está comprometida em financiamentos”, disse Costa durante evento da área telecomunicações em São Paulo.

“(Para a devolução dos)180 bilhões de reais precisaremos de fontes alternativas de recursos para o banco”, disse Costa, reafirmando o papel do BNDES de apoiar o crescimento econômico do país. Ele afirmou que o banco esta estudando captações nos mercados doméstico e externo de recursos para 2018, mas não deu detalhes.

“As receitas do governo vem dos setores produtivos. Se não houver crescimento, não haverá corte de despesas que sustente o equilíbrio econômico no longo prazo”, afirmou o diretor.

Questionado sobre a crise da operadora Oi , da qual o BNDES é um de 55 mil credores e cujo vice-presidente financeiro renunciou na véspera, Costa não se manifestou.

Por Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below