February 27, 2018 / 10:18 AM / 8 months ago

Índices acionários da China interrompem série de 6 altas sob pressão de setores imobiliário e de recursos básicos

XANGAI (Reuters) - Os mercados acionários da China interromperam série de seis sessões de altas e recuaram nesta terça-feira, pressionados por empresas dos setores imobiliário e de recursos básicos, com os investidores realizando lucros após recentes ganhos.

Os participantes do mercado continuam a avaliar o impacto de certas modificações na Constituição da China. O Partido Comunista chinês abriu caminho no domingo para que o presidente Xi Jinping permaneça no cargo indefinidamente, com uma proposta para remover uma cláusula constitucional que limita o presidente a apenas dois mandatos.

“Reequilibrar a economia chinesa para sair do crescimento liderado por investimento e exportação e passar para consumo doméstico continuará em suspenso”, escreveu Laura Eaton, analista do Fathom Consulting.

“O presidente Xi Jinping não vai tolerar que a desaceleração associada com o reequilíbrio manche seu nome quando ele busca justificar um terceiro mandato no poder”, acrescentou.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,45 por cento, enquanto o índice de Xangai teve baixa de 1,14 por cento.

O subíndice do setor financeiro perdeu 1,91 por cento, o de consumo recuou 1,61 por cento, o imobiliário caiu 3,18 por cento e o de saúde enfraqueceu 1,04 por cento.

No restante da região a maioria dos mercados também mostrou fraqueza antes do primeiro depoimento do chair do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, ao Congresso.

A estreia de Jerome Powell no Congresso é considerada crucial para os mercados financeiros no momento em que muitos investidores estão nervosos com a normalização da política monetária do Fed após anos de estímulo devido à crise financeira quase uma década atrás.

Às 7:12 (horário de Brasília), o índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,24 por cento.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,07 por cento, a 22.389 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,73 por cento, a 31.268 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,14 por cento, a 3.291 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,45 por cento, a 4.058 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,06 por cento, a 2.456 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,20 por cento, a 10.815 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,43 por cento, a 3.540 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,24 por cento, a 6.056 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below