March 9, 2018 / 5:08 PM / 3 months ago

MRV está confortável com disponibilidade de financiamento para MCMV, dizem executivos

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - A construtora de imóveis econômicos MRV vê com tranquilidade a disponibilidade de recursos para financiamento do programa habitacional Minha Casa Minha Vida (MCMV) em 2018, com a melhora da economia e o menor desemprego garantindo um fluxo de caixa forte para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), disseram nesta sexta-feira executivos da companhia.

“O funding continua sendo a preocupação número um, mas estou mais confortável em março de 2018 que em março de 2017. Olho para o ano com otimismo e condições de entregar o que começamos a fazer no segundo semestre de 2017”, afirmou o copresidente da empresa, Eduardo Fischer, em teleconferência com analistas sobre os resultados do quarto trimestre.

Em relação aos principais bancos parceiros, a MRV percebeu um apetite maior do Banco do Brasil em financiamento imobiliário no primeiro trimestre, comentou o diretor executivo de Finanças da construtora, Leonardo Côrrea, citando o fortalecimento da parceria.

Ele também ressaltou que a Caixa Econômica Federal está operando normalmente do ponto de vista de contratação e repasse neste início de ano.

Os executivos também disseram que a MRV espera diluição de despesas gerais e administrativas ao longo de 2018, bem como crescimento da receita diante de mais lançamentos e vendas. De acordo com eles, o foco este ano será consolidar a marca de 50 mil unidades por ano, já atingida no segundo trimestre de 2017 em termos anualizados.

Fischer afirmou que o mercado já sinaliza maior competição por terrenos em algumas praças, mas a empresa ainda encontra boas oportunidades de aquisição de novas áreas fora de regiões metropolitanas. A MRV planeja desembolsar 500 milhões de reais com terrenos este ano.

Questionado por analistas sobre possíveis emissões, Côrrea disse que a companhia está sempre buscando alongar o perfil de sua dívida e o fará se surgirem oportunidades. “Temos vários vencimentos ao longo de 2018 que devem ser amortizados e, se tivermos oportunidade de emitir com um prazo de 8 anos, vamos fazer”, contou.

Às 13:59, as ações da MRV subiam mais de 3,28 por cento, a 15,43 reais, e figuravam entre os destaques positivos do Ibovespa, que por sua vez avançava 1,48 por cento.

Na véspera, a MRV reportou um lucro líquido de 180 milhões de reais no quarto trimestre, 27 por cento maior ante igual intervalo de 2016, e anunciou distribuição de 155 milhões de reais em dividendos extraordinários, com pagamento previsto para abril.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below