March 15, 2018 / 6:26 PM / 8 months ago

Petrobras busca recuperar fatia no mercado de gasolina e diesel após recuo em 2017

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras acredita que conseguirá ganhar uma maior participação nos mercados de gasolina e diesel neste ano, após ver um recuo em sua fatia nas vendas internas dos combustíveis ao longo de 2017, disse a jornalistas nesta quinta-feira o diretor-executivo de Refino e Gás Natural da estatal, Jorge Celestino.

A fala do executivo, durante conferência sobre os resultados da petroleira no ano passado, aconteceu após a companhia revelar que sua fatia no mercado brasileiro de gasolina caiu para 83 por cento em 2017, contra 90 por cento em 2016 e 96 por cento em 2015.

No diesel, a Petrobras viu sua fatia recuar para 74 por cento em 2017, de 83 por cento em 2016 e 97 por cento em 2015.

Os recuos vieram mesmo após a companhia ter promovido mudanças em sua política de preços para tentar estancar a perda de mercado para concorrentes sem deixar de seguir as cotações internacionais dos combustíveis.

No início de 2018, a Petrobras conseguiu recuperar parte do mercado perdido no diesel, ao ver sua fatia subir para 79 por cento em fevereiro. Na gasolina, no entanto, o percentual seguiu em queda, para 77 por cento no mês passado.

“Vamos continuar trabalhando diuturnamente para que conquistemos ‘market share’ e trazendo melhor rentabilidade para a companhia. Então acreditamos, sim (em recuperar mercado)”, afirmou Celestino a jornalistas.

No final de janeiro, a Petrobras afirmou que estava elaborando um novo modelo de contrato de gasolina e diesel para estreitar o relacionamento com os clientes e avançar nas vendas, mas não detalhou as mudanças em estudo.

“Nós trabalhamos fortemente, colocamos ferramentas comerciais, estamos modernizando nossa relação com nossos clientes para que a gente seja a melhor alternativa de suprimento”, adicionou Celestino.

VENDAS

O volume de vendas de derivados pela Petrobras em 2017 caiu para 1,94 milhão de barris por dia, contra 2,064 milhões no ano anterior, com recuos tanto na gasolina quanto no diesel.

As vendas da gasolina caíram para 521 mil barris por dia, ante 545 mil barris/dia em 2016, enquanto o diesel teve retração para 717 mil barris/dia, contra 780 mil barris/dia no ano anterior, segundo dados que incluem vendas da área de Abastecimento da companhia e da BR Distribuidora.

Já a produção de derivados em 2017 também teve queda, para 1,8 milhão de barris/dia, de 1,887 milhão no ano anterior.

A produção de gasolina recuou para 439 mil barris/dia, de 444 mil barris/dia, enquanto a produção de diesel caiu para 692 mil barris/dia em 2017, ante 775 mil barris/dia em 2016.

Por Luciano Costa e Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below