May 24, 2018 / 12:52 PM / 2 months ago

Rússia mantém plano de redução dos juros apesar de sanções dos EUA

MOSCOU (Reuters) - O banco central russo está mantendo seu plano de reduzir mais os juros uma vez que a economia e o sistema financeiro já se adaptaram às últimas sanções dos Estados Unidos, disse a presidente banco central, Elvira Nabiullina, em entrevista divulgada nesta quinta-feira pela CNBC.

O banco central manteve os juros em abril, depois de os reduzir para 7,25 por cento em março, de 17 por cento no final de 2014, uma vez que novas sanções dos EUA contra Moscou prejudicaram o rublo, aumentando as preocupações sobre as tensões geopolíticas.

Nabiullina disse que o banco central ainda está no caminho de cortar a taxa básica este ano para um intervalo entre 6 e 7 por cento, nível no qual sua política monetária é considerada neutra.

Nabiullina disse que o banco central levou em consideração os riscos geopolíticos ao tomar decisões e entendeu que a incerteza aumentou.

“Devo dizer que a economia russa e o sistema financeiro russo se adaptaram rapidamente à mais recente onda de sanções econômicas”, disse Nabiullina, segundo a transcrição da entrevista em inglês.

Em abril, os Estados Unidos impuseram novas sanções contra indivíduos e grandes empresas russas. Eles alvejaram aliados do presidente Vladimir Putin em um dos movimentos mais agressivos de Washington para punir Moscou por sua suposta interferência nas eleições presidenciais de 2016 e outras “atividades malignas”.

Por Andrey Ostroukh

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below