August 23, 2018 / 2:22 PM / 2 months ago

Importações de petróleo da Nigéria pelos EUA caem em julho para mínima em 3 anos

HOUSTON (Reuters) - As importações de petróleo da Nigéria pelos Estados Unidos caíram em julho ao menor nível em três anos, e continuam a cair, conforme asiáticos e europeus aumentam compras, mostram dados de comércio da Thomson Reuters e das empresas de inteligência de mercado Genscape e Kpler.

Uma diferença cada vez menor entre o Brent, preço de referência internacional, e os futuros do petróleo Omã, agora em 2 dólares o barril, ante mais de 4 dólares em maio, tornou o petróleo da Nigéria mais atrativo para os compradores asiáticos do que para refinarias nos EUA.

As exportações de petróleo da Nigéria para a Ásia atingiram 664 mil barris por dia (bpd) em julho, segundo dados da Thomson Reuters, maior nível em dois anos.

Essa mudança reduziu as chegadas de petróleo nigeriano na costa leste dos Estados Unidos em julho para 1,3 milhão de barris, ou cerca de 43 mil bpd, menor nível desde junho de 2015. Em junho, o número havia sido de 7,3 milhões de barris, ou 255.596 bpd, segundo os dados de comércio. As refinarias da costa leste têm acesso limitado ao petróleo “shale” de campos ao Oeste e tendem utilizar importações.

E a queda deve continuar, com as chegadas de petróleo nigeriano aos EUA em agosto caminhando para 91.800 bpd, segundo os dados comerciais, queda ante os 242.000 bpd no mesmo mês do ano passado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below