August 27, 2018 / 6:06 PM / a month ago

Subsidiária da Eletrobras assina parceria com chinesas em linha de transmissão no RS

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrosul, subsidiária da estatal Eletrobras com atuação no Sul do país, formalizou nesta segunda-feira a assinatura de um acordo com as chinesas Shanghai Electric e Zhejiang Energy pelo qual as parceiras orientais vão se tornar sócias majoritárias de um grande projeto de transmissão de energia da empresa no Rio Grande do Sul.

31/8/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

Uma cerimônia oficial para anunciar o negócio foi realizada pelo governo do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira, disse a assessoria de imprensa da Eletrosul, às vésperas do vencimento de um prazo dado anteriormente pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para que as empresas fechassem a parceria.

A Eletrosul havia iniciado conversas com a Shanghai ainda em 2016 para que a companhia assumisse os empreendimentos, que devem demandar um investimento de quase 4 bilhões de reais, em meio a um plano de desinvestimentos e reestruturação da Eletrobras.

A estatal havia chegado a assinar um acordo com os chineses em novembro do ano passado, mas desde então vinha em processo para formalização da parceria, o que incluiu uma mudança no grupo de investidores que irá tocar o negócio.

O fundo chinês Clai Fund, que seria um dos sócios da Shanghai e da Eletrosul na obra, foi trocado pela Zhejiang Energy, que terá uma fatia de 28,5 por cento na sociedade de propósito específico (SPE) criada para administrar o projeto, a chamada SZE Transmissora.

Já a Eletrosul ficará com 27,5 por cento do empreendimento, enquanto a Shanghai terá 44 por cento de participação, de acordo com informações da estatal.

A diretoria da Eletrosul ainda deverá oficializar a constituição da sociedade responsável pelas obras de transmissão junto a diretores da Aneel na terça-feira, segundo a assessoria da companhia.

As instalações de transmissão a serem construídas pelas empresas no Rio Grande do Sul incluem linhas e subestações vistas como importantes para viabilizar o escoamento da produção de futuras usinas eólicas na região. A Eletrosul havia arrematado a concessão para implementar o projeto em leilão realizado pela Aneel em 2014.

Por Luciano Costa

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below