August 29, 2018 / 8:25 PM / a month ago

China diz que não pode descartar novos surtos de gripe suína africana

PEQUIM (Reuters) - O Ministério da Agricultura da China disse nesta quarta-feira que não pode descartar a possibilidade de novos surtos de gripe suína africana, conforme crescem os receios sobre a difusão da doença, que pode ser fatal, no maior suinocultor do mundo.

Porcos em fazenda em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso, Brasil 28/02/2008 REUTERS/Paulo Whitaker

A pasta disse em comunicado em seu site que não está claro o quanto a doença se espalhou e que há muita incerteza sobre como a situação irá se desenvolver.

A China reportou quatro casos de gripe suína africana em quatro províncias em menos de um mês, o que levou ao abate de 25 mil porcos, destacando o desafio de conter a doença altamente contagiosa.

O vírus está presente e tem se espalhado nos países vizinhos à China há muito tempo, disse o ministério. O risco de transmissão continua grande, segundo a pasta.

A variedade vista nos casos registrados na China é similar à que atingiu a Rússia, a Geórgia e a Estônia na última década, levantando a possibilidade que a transmissão aconteceu a partir da fronteira com a Rússia.

Um representante do Ministério da Agricultura disse a uma radio estatal nesta quarta-feira que o surto teve origem fora da China, mas o governo não disse como o vírus chegou ao país.

Por Hallie Gu e Josephine Mason

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below