September 12, 2018 / 1:22 PM / a month ago

China reduz previsão de importação de soja 2018/19 diante de guerra comercial com EUA

PEQUIM (Reuters) - A China reduziu nesta quarta-feira sua previsão para importações de soja em 2018/19, com o país reduzindo o uso da oleaginosa na fabricação de ração por causa do conflito comercial entre chineses e norte-americanos, o que levou o governo a aumentar sua previsão de déficit na oferta do produto.

Soja no porto em Nantong, Província de Jiangsu, China 06/08/2018 REUTERS

As importações de soja no ano-safra que começa em 1º de outubro deverão atingir 83,65 milhões de toneladas, queda de 10,2 milhões de toneladas ante a estimativa do mês anterior, de 93,85 milhões de toneladas, previu o Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais.

A previsão é menor que as 93,9 milhões de toneladas de importações do ano-safra de 2017/18.

O ministério disse que a previsão mais baixa para as importações de soja foi feita em meio à promoção de produtos com menor teor protéico para alimentar o gado e aves.

Além disso, os lucros em queda na indústria de suínos devem reduzir a demanda por farelo de soja.

O governo também elevou sua estimativa para a demanda de milho devido ao aumento do consumo para ração e aumento da produção de etanol e em meio à queda nas importações de soja.

    Embora o tamanho dos cortes de importação de soja esteja em linha com previsões mais amplas do setor, o relatório marca a primeira avaliação oficial do governo sobre o impacto da guerra comercial.

A perspectiva ilustra como o vasto setor de suinocultura da China está se ajustando rapidamente a uma possível disputa comercial prolongada com Washington.

Em julho, Pequim passou a cobrar tarifas de 25 por cento sobre a soja dos EUA, ameaçando o setor no segundo maior exportador da oleaginosa para a China e beneficiando o Brasil, maior exportador.

    As perspectivas de importação impulsionaram a previsão de déficit de soja na China em 2018/19 para 3,57 milhões de toneladas, ante 250 mil toneladas previstas em agosto, de acordo com o relatório.

O ministério também elevou sua previsão de produção chinesa de soja em 2018/19 para 15,83 milhões de toneladas, ante 15,37 milhões de agosto.

2016/2017 2017/2018 2018/2019 2018/2019 %

(estimado em (previsão em (previsão em variação

Setembro) Agosto) Setembro) ante mês

anterior

Milho

Plantio (mi 36,77 35,45 34,95 34,95 0%

hectares)

Produção (mi t) 219,55 215,89 211,45 213,02 0,74%

Importação (mi 2,46 3,30 1,50 1,50 0,00%

t)

Estoques finais 11,21 -4,52 -17,75 -22,38

(mi t)

Soja

Plantio (mi 7,20 7,78 8,39 8,45 0,72%

hectares)

Produção (mi t) 12,94 14,55 15,37 15,83 2,99%

Importação (mi 93,49 93,90 93,85 83,65 -10,87%

t)

Estoques -1,80 1,26 -0,25 -3,57

finais(mi t)

Algodão

Plantio (mi 3,10 3,35 3,29 3,29 0,00%

hectares)

Produção (mi t) 4,82 5,89 5,65 5,80 2,65%

Importação (mi 1,11 1,30 2,00 2,00 0,00%

t)

Estoques finais 8,75 7,62 6,80 6,95

(mi t)

Açúcar

Plantio (mi 1,40 1,46 1,52 1,52 0,00%

hectares)

Por Hallie Gu and Josephine Mason

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below