September 13, 2018 / 8:52 PM / 2 months ago

Preços do petróleo têm maior queda em um mês com receios econômicos ameaçando demanda

Funcionário trabalha em campo de petróleo 25/01/2016 REUTERS/Sergei Karpukhin

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo caíram mais de 2 por cento nesta quinta-feira, com a referência do Brent recuando de máximas em quatro meses, conforme investidores focaram no risco de crises em mercados emergentes e disputas comerciais ameaçam a demanda de energia.

Os futuros do petróleo Brent cederam 1,56 dólar, ou 2 por cento, a 78,18 dólares por barril. A referência global chegou aos 80,12 dólares na quarta-feira, sua máxima desde 22 de maio.

O petróleo dos EUA (WTI) caiu 1,78 dólar, ou 2,5 por cento, para 68,59 dólares o barril.

As duas referências registraram as suas maiores perdas percentuais diárias em quase um mês.

A Agência Internacional de Energia alertou que, apesar do mercado de petróleo estar apertando no momento e de que demanda de óleo global chegará aos 100 milhões de barris por dia (bpd) nos próximos três meses, os riscos econômicos globais estão crescentes.

“Conforme nos aproximamos de 2019, um possível risco para as nossas previsões reside em certas economias emergentes chave, parcialmente pela depreciação de moedas ante o dólar norte-americano, aumentando o custo da energia importada”, disse a agência.

“Além disso, há um risco para o crescimento vindo do aprofundamento das disputas comerciais”, disse a agência sediada em Paris.

Por Ayenat Mersie; Reportagem adicional por Christopher Johnson e Henning Gloystein

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below