September 18, 2018 / 10:24 PM / 2 months ago

Brasil reforçará vigilância para evitar entrada de peste suína africana no país

Porcos em fazenda em Lucas do Rio Verde, Mato Grosso, Brasil 28/02/2008 REUTERS/Paulo Whitaker

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Agricultura informou nesta terça-feira que vai intensificar a vigilância em aeroportos, terminais portuários e fronteiras para evitar que a peste suína africana (PSA) entre no país, após uma série de surtos da doença nos últimos meses.

“A preocupação é de que alimentos e bagagens contaminadas, provenientes das áreas afetadas pela PSA, ingressem no país sem a devida fiscalização”, disse a pasta em comunicado. Foram reportados casos de PSA no Leste da Europa, Ásia, África e Rússia.

“A determinação é de que alimentos vindos dos países onde foram detectados focos da doença... sejam incinerados”, acrescenta o ministério.

A PSA é uma doença viral, não transmissível aos seres humanos, mas altamente infecciosas para porcos, que devem ser abatidos se diagnosticados com a patologia, e está erradicada no Brasil desde 1984.

Desde o começo de agosto, a China, maior criador de suínos do mundo, já reportou mais de uma dúzia de casos e determinou o abatimento de 40 mil animais.

Por Isabel Marchenta

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below