September 27, 2018 / 11:44 AM / 2 months ago

Plano da Petrobras deve prever retorno de contratação de plataformas próprias em 2023

Logo da Petrobras em tanques da empresa em Paulínia, São Paulo 01/07/2017 REUTERS/Paulo Whitaker

Por Marta Nogueira e Alexandra Alper

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Plano de Negócios da Petrobras para o período de 2019 a 2023, cuja publicação tende a ser no início de dezembro, deverá prever o retorno da contratação de construção de plataformas próprias a partir de 2023, graças à melhora das condições financeiras da petroleira, afirmou à Reuters um executivo da empresa.

Nos últimos anos, a Petrobras optou por arrendar plataformas no mercado com grandes companhias, como SBM Offshore e BW Offshore.

“A gente vai construir plataforma independentemente de quem for o presidente. A gente não estava construindo plataforma porque a gente estava duro... Agora, a Petrobras está ficando financeiramente mais saudável, então ela vai voltar a fazer plataforma”, afirmou o diretor-executivo de Desenvolvimento da Produção e Tecnologia da empresa, Hugo Repsold.

As declarações foram dadas na noite de quarta-feira, após o evento Rio Oil & Gas, no Rio de Janeiro.

“Todas as plataformas que a gente precisa no Plano de Negócios até 2022 já estão contratadas, em 2023 pode ter plataforma própria”, concluiu.

Não é possível ainda saber ainda quanto dessas futuras plataformas podem ser construídas no Brasil. Mas regras de conteúdo local, em percentuais definidos em contrato, exigem que parte delas tenham conteúdo local.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below