October 1, 2018 / 9:08 PM / 3 months ago

Produção de petróleo do Brasil cai pela 3ª vez consecutiva em agosto

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A produção de petróleo do Brasil caiu em agosto pela terceira vez consecutiva ante o mês anterior para 2,522 milhões de barris por dia, em meio a paradas para manutenção no campo de Lula, maior produtor do país, apontaram dados da agência reguladora do setor de petróleo nesta segunda-feira.

Plataforma de petróleo no porto do Açu, em São João da Barra, no Rio de Janeiro 07/06/2016 REUTERS/Ricardo Moraes

No oitavo mês do ano, o volume de petróleo produzido pelo país caiu 2,1 por cento ante o mês anterior e recuou na mesma proporção ante julho de 2017, disse a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em seu boletim mensal de produção.

A produção no pré-sal das bacias de Campos e Santos foi responsável por 54 por cento da produção de petróleo média de agosto no Brasil, ou 1,374 milhão de barris de petróleo por dia, queda de 5,5 por cento em relação ao mês anterior.

A queda em agosto teve a contribuição de paradas programadas para manutenção nas plataformas Cidade de Angra dos Reis e Cidade de Maricá, no campo de Lula, no pré-sal da Bacia de Santos, conforme havia informado anteriormente a Petrobras , operadora da área.

As quedas consecutivas de produção ocorrem em um momento em que os preços do petróleo Brent, referência internacional, estão em máximas de quatro anos.

Ainda assim, o campo de Lula foi o maior produtor de agosto, com média diária de 802 mil barris de petróleo por dia.

O poço produtor do campo de Mero, na área de Libra, no pré-sal Bacia de Santos, primeira a ser licitada sob regime de partilha de produção, foi novamente o maior produtor do país em agosto, com média de 38.577 barris por dia, segundo a ANP.

A produção de gás natural no Brasil em agosto atingiu 106 milhões de metros cúbicos ao dia, queda de 8,3 por cento ante o mês anterior e recuo de 4,9 por cento ante o mesmo mês de 2017.

O aproveitamento de gás natural no Brasil no mês de agosto alcançou 97,1 por cento do volume total produzido, segundo a ANP.

Foram disponibilizados ao mercado 52,2 milhões de metros cúbicos por dia, acrescentou a reguladora.

Segundo a ANP, a produção média de petróleo da Petrobras, como concessionária, em agosto, foi de aproximadamente 1,83 milhão de bpd, ante 1,95 milhão no mês anterior.

Além das paradas em Lula, a petroleira estatal ainda informou em declaração anterior que pararam em agosto para manutenção as plataformas P-25 e P-31, localizadas no campo de Albacora, no pós-sal da Bacia de Campos.

Já a Shell, empresa privada com maior produção no Brasil e forte presença no pré-sal, produziu em agosto 319.642 bpd.

Por Marta Nogueira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below