October 11, 2018 / 5:05 PM / 8 days ago

Lucro da Delta supera previsões com controle dos gastos ajudando a compensar aumento do combustível

(Reuters) - A Delta Air Lines anunciou nesta quinta-feira que vai voltar a ter crescimento das margens em 2019, após anunciar um aumento do lucro acima das estimativas devido à forte demanda e controles rígidos de custos, levando as ações a subirem.

Aeronave da Delta Airlines em hangar na Cidade do México, México 03/05/2017 REUTERS/Edgard Garrido

Com os preços do petróleo perto dos níveis mais altos em quatro anos, a Delta e rivais como a American Airlines e Southwest estão enfrentando um aumento nos custos de combustível que está pesando nos lucros, mesmo com a forte demanda por viagens aéreas.

Para combater esse vento contrário, as companhias aéreas aumentaram os preços das passagens, adotaram aviões com consumo menor de combustível e aumentaram as taxas de bagagem.

“Nosso ímpeto comercial e melhor trajetória de custos nos dão confiança de que estamos no caminho para entregar expansão contínua da receita e expandir as margens à medida que avançamos para 2019”, disse o executivo-chefe da Delta, Ed Bastian.

O lucro líquido subiu para 1,31 bilhão de dólares, ou 1,91 dólar por ação, no terceiro trimestre, ante 1,16 bilhão de dólares, ou 1,61 dólar por ação, um ano antes.

Numa base ajustada, a Delta lucrou 1,80 dólar por ação, acima da estimativa média de analistas de 1,74 dólar, segundo dados do Refinitiv.

A receita operacional ajustada subiu 8 por cento, para o recorde histórico de 11,8 bilhões de dólares, impulsionada por um aumento nas receitas domésticas e transatlânticas.

As viagens corporativas permaneceram fortes nos Estados Unidos e a demanda não deve ser prejudicada pelo aumento das taxas de juros nos EUA, disse a companhia aérea.

A Delta disse que manterá o crescimento do custo unitário, excluindo combustíveis, abaixo de 2 por cento no ano que vem.

A empresa espera que a capacidade global suba cerca de 3 por cento em 2019, e disse que está substituindo aviões mais velhos e estreitos por aeronaves maiores e mais eficientes A321, da Airbus e 737-900s da Boeing até 2020. Isto vai permitir uma melhora de quase 15 por cento no custo do assento, disseram executivos.

A Delta disse esperar lucro de 1,10 a 1,30 dólar por ação no quarto trimestre, em linha com as estimativas, e um crescimento anual de receita de cerca de 8 por cento em relação a 2017.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below