October 19, 2018 / 10:43 PM / in a month

FUP poderá voltar a ter representante dos funcionários no Conselho da Petrobras

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Federação Única dos Petroleiros (FUP) poderá voltar a ter um representante no Conselho de Administração da Petrobras, após o conselheiro eleito pelos funcionários, Christian Queipo, renunciar nesta sexta-feira, alegando motivos pessoais.

Queipo havia assumido o mandato, que seria de dois anos, em abril deste ano, após vencer a eleição.

Em segundo lugar no pleito ficou Danilo Silva, filiado à FUP (ligada ao PT), que poderá assumir a posição, segundo as regras do estatuto da estatal.

À Reuters, Silva explicou por telefone que não foi comunicado oficialmente sobre a renúncia de Queipo e da possibilidade de assumir a posição. Já Queipo não pôde ser contatado imediatamente.

Em nota, a Petrobras disse apenas que a sucessão do conselheiro seguirá os trâmites previstos no estatuto social da empresa, observada a prévia análise pelo Comitê de Indicação, Remuneração e Sucessão.

De acordo com o segundo parágrafo do artigo 25 do estatuto social da Petrobras, caso o conselheiro representante dos empregados não complete o prazo de gestão, assumirá o segundo colocado mais votado, se não houver transcorrido mais da metade do prazo de gestão.

Questionado se deverá aceitar a posição ao ser acionado oficialmente, Silva afirmou que a priori deverá ocupar o espaço. No entanto, antes de qualquer decisão, ele disse que gostaria de entender a saída de Queipo.

“Antes de qualquer coisa eu preciso conversar com Queipo... Tenho um grande respeito por ele, é um cara muito competente, é estranha a saída dele. Preciso entender o que aconteceu para ele sair”, disse Silva, em uma conversa por telefone.

“Neste momento que a gente está no país, a saída do Queipo chama atenção.”

Queipo, que é diretor-administrativo da Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), foi eleito com apoio da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), nunca ocupou cargos em sindicatos, sendo apenas filiado ao Sindipetro-RJ, da FNP.

Com 36 anos de idade e petroleiro há 15 anos, Silva é técnico de manutenção pleno na Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo. Já foi coordenador do Sindicato Unificado de São Paulo, filiado à FUP, e também já atuou como suplente na direção da federação no passado.

Por Marta Nogueira

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below