October 22, 2018 / 7:01 PM / 25 days ago

Ajuste fiscal da Argentina aproxima déficit da meta

Casa Rosada, Palácio Presidencial em Buenos Aires, Argentina 20/9/2018 REUTERS/Marcos Brindicci

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina está a caminho de bater sua meta de gastos para o ano de 2018, disse o ministro da Economia argentino nesta segunda-feira, após o país registrar um déficit 31 por cento menor na comparação com este mesmo período do ano passado.

A Argentina registrou um déficit fiscal de 22,9 bilhões de pesos (622 milhões de dólares) em setembro, levando o déficit a 153 bilhões de pesos nos primeiros nove meses de 2018.

Isso equivale a 1,1 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) da Argentina, colocando o país de volta no caminho para bater a meta de 2,6 por cento de déficit para o ano todo que foi definido mais cedo no ano, disse o ministro da Economia, Nicolas Dujovne.

“Nos primeiros nove meses do ano, o gasto se contraiu 7 por cento quando comparado com o mesmo período do ano passado. Estamos no menor nível de gastos do governo desde 2012”, disse Dujovne a repórteres em Buenos Aires.

A Argentina revisou suas metas do déficit em setembro após uma forte desvalorização do peso levar o país a garantir um acordo de financiamento de 57 bilhões de dólares com o Fundo Monetário Internacional (FMI), o maior na história da instituição.

O governo do presidente argentino, Mauricio Macri, introduziu um ajuste fiscal ao aumentar impostos e retirar subsídios sobre serviços públicos, medidas que não foram bem recebidas por sindicatos e grupos políticos da oposição.

Por Scott Squires

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below