October 29, 2018 / 11:53 PM / 15 days ago

EUA planejam mais tarifas sobre China se conversas entre Trump e Xi falharem, diz Bloomberg

(Reuters) - Os Estados Unidos estão se preparando para anunciar tarifas sobre todos as importações remanescentes da China no início de dezembro se as negociações entre os presidentes Donald Trump e Xi Jinpin falharem em aliviar a guerra comercial, disse a Bloomberg nesta segunda-feira, citando fontes anônimas.

De acordo com o texto, nenhuma decisão foi tomada mas preparações de uma nova lista de tarifas dos Estados Unidos estão sendo elaboradas no caso do encontro entre Trump e Xi não renda avanços na solução das disputas EUA-China.

Uma pessoa da administração Trump familiarizada com o tema disse à Reuters que poderia haver algum movimento em direção a uma nova rodada de tarifas, acrescentando que “a roda está girando” naquela direção, sem detalhamento adicional.

A notícia da Bloomberg derrubou as ações na tarde desta segunda-feira. O índice Dow Jones terminou em queda de 1 por cento, enquanto o Nasdaq recuou 1,6 por cento, também com a fraqueza de ações de internet e tecnologia.

Há algum tempo, Trump ameaça a China com a imposição de tarifas sobre todos os produtos remanescentes importados pelos EUA, que superam 257 bilhões de dólares, se Pequim não cumprir as demandas de amplas mudanças no comércio, transferência de tecnologia e políticas de subsídio industrial chinesas.

Trump já aplicou tarifas sobre o equivalente a 250 bilhões de dólares em produtos chineses importados e a China respondeu com tarifas retaliatórias sobre 110 bilhões de dólares em produtos dos EUA. Rodadas anteriores de tarifas dos EUA levaram até dois meses até a cobrança depois do anúncio da lista de produtos, permitindo que sejam feitos comentários públicos.

Rodadas anteriores de tarifas focaram em bens de capital e intermediários da China, mas a rodada final atingiria produtos de consumo, incluindo telefones celulares, computadores, roupas e calçados.

Indagado sobre um anúncio de tarifas, a secretária de imprensa da Casa Branca disse: “Não vou avançar em relação ao encontro do presidente, e eu espero que vá bem”. Outra porta-voz da Casa branca disse que há “nada no momento”, sobre tarifas em produtos chineses.

Os líderes das duas maiores economias do mundo se encontrarão na cúpula do Grupo dos 20 na Argentina, em novembro.

Uma porta-voz para o gabinete do representante comercial dos EUA indicou à Reuters o comunicado de Sanders, enquanto autoridades do Departamento de Comércio não responderam imediatamente aos pedidos de comentário.

Por Ismail Shakil

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below