November 12, 2018 / 12:24 PM / a month ago

Análise sugere corte de 1 mi bpd em oferta de petróleo, diz ministro saudita

Ministro de Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, durante fórum em Nova Déli, na Índia 15/10/2018 REUTERS/Adnan Abidi

ABU DHABI (Reuters) - O ministro de Energia saudita, Khalid al-Falih, disse nesta segunda-feira que a Opep e seus aliados concordam que uma análise técnica mostra a necessidade de cortar o fornecimento de petróleo no próximo ano em cerca de 1 milhão de barris por dia (bpd) ante os níveis de outubro, de modo a equilibrar o mercado.

Falando em um evento do setor em Abu Dhabi, ele disse que a demanda dos clientes da Arábia Saudita em dezembro cairia em mais de meio milhão de bpd em comparação com novembro e que há um consenso de não permitir que os estoques de petróleo se acumulem.

“Se todas as coisas permanecerem iguais, e quase certamente isso não acontecerá —é um mercado dinâmico—, então a análise técnica que vimos ontem... nos diz que haverá uma redução na oferta a partir dos níveis de outubro, aproximando-se de 1 milhão de barris”, disse Falih.

“O consenso é de que precisamos fazer o que for preciso para equilibrar o mercado. Se isso significar cortar o estoque em um milhão (bpd), nós o faremos.”

As sanções dos EUA contra o Irã retiraram menos petróleo do que o esperado do mercado, disse Falih. Washington concedeu isenções aos maiores compradores do Irã.

“As sanções não cortaram tanto o mercado como previsto”, disse Falih.

Reportagem adicional de Dmitry Zhdannikov, Rania El Gamal e Nafisa Eltahir

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below