November 19, 2018 / 2:01 PM / 23 days ago

Chefe da IEA pede "bom senso" em cortes de produção de petróleo

Chefe da Agência Internacional de Energia (IEA), Fatih Birol, em Istambul, na Turquia 02/10/2015 REUTERS/Osman Orsal

BRATISLAVA (Reuters) - Cortes na oferta de petróleo pelos principais produtores podem ter implicações negativas para os mercados, disse o chefe da Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês) nesta segunda-feira, apelando aos players do mercado para que usem o “bom senso”.

O chefe da IEA, Fatih Birol, falando em uma coletiva de imprensa com ministros de energia da Europa Central em Bratislava, disse que os mercados estão bem abastecidos, mas a capacidade ociosa na Arábia Saudita é pequena e os cortes dos principais participantes podem apertar os mercados.

“Atualmente, os mercados estão muito bem supridos, mas não devemos esquecer que a capacidade ociosa na Arábia Saudita é muito pequena, portanto um corte de produção significativo hoje por produtores-chave de petróleo pode ter algumas implicações negativas nos mercados e apertar ainda mais os mercados”, afirmou.

“Meu apelo a todos os produtores e consumidores em todo o mundo é para que tenham bom senso nesses dias difíceis”.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo, liderada pela Arábia Saudita, está pressionando para que o grupo e seus parceiros reduzam a produção em 1 milhão a 1,4 milhão de barris por dia para evitar o acúmulo de combustível não utilizado.

Por Tatiana Jancarikova

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below