for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Petrobras diz que indicação de Castello Branco não foi formalizada, passará por Conselho

Logo da Petrobras na sede da estatal no Rio de Janeiro, Brasil 04/03/2015 REUTERS/Sergio Moraes (BRAZIL - Tags: ENERGY POLITICS BUSINESS LOGO)

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal Petrobras disse que não recebeu comunicação oficial do governo de transição sobre a indicação de Roberto Castello Branco para assumir o comando da companhia na gestão do presidente eleito Jair Bolsonaro, segundo comunicado da companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta segunda-feira.

O posicionamento da petroleira veio após a equipe do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciar que o economista Castello Branco aceitou convite para presidir a companhia a partir de 2019.

A Petrobras afirmou que “irá aguardar a devida oficialização pelo seu acionista controlador para adotar os trâmites internos pertinentes”.

Esses procedimentos, segundo a empresa, incluirão a submissão da indicação aos procedimentos de governança corporativa da Petrobras, “incluindo as respectivas análises de conformidade e integridade necessárias”, com apreciação pelo Comitê de Indicação, Remuneração e Sucessão da estatal e “posteriormente, deliberação pelo Conselho de Administração.”

Mais cedo, a Petrobras havia publicado comunicado em que informava apenas que seu atual presidente, Ivan Monteiro, deixará a companhia a partir de 1° de janeiro.

Por Luciano Costa

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up