November 19, 2018 / 8:26 PM / a month ago

Presidente do Fed de NY vê continuidade de alta gradual de juros no mês que vem

John Williams, durante reunião em Zurique 22/9/2017 REUTERS/Arnd Wiegmann

NOVA YORK (Reuters) - O Federal Reserve vai seguir em frente com os planos de alta gradual dos juros no mês que vem conforme caminha em direção a uma postura mais normal de política monetária, que manteria a economia em expansão, disse um dos mais influentes membros votantes de política monetária nesta segunda-feira, diante das dúvidas crescentes nos mercados financeiros.

O presidente do Fed de Nova York, John Williams, um aliado próximo do chair do Fed, Jerome Powell, que sempre vota sobre a política monetária, disse repetidas vezes que a economia dos EUA e o mercado trabalho estão “fortes”, o que leva empresas a contratar trabalhadores que, em outra situação, não contratariam.

Seus comentários sugerem que uma economia forte está no foco do núcleo de tomadores de decisão do banco central, ao mesmo tempo que há sinais de desaceleração no exterior. Apesar disso, operadores do mercado de juros futuros reduziram apostas de outra alta de juros durante o encontro de política monetária do Fed em 18-19 de dezembro.

“O que nós vamos fazer durante o próximo encontro de política monetária do Fomc, nós vamos fazer o que temos feito da melhor forma - nós vamos encontrar... um caminho gradual da política monetária de volta a níveis mais normais de taxas de juros”, disse o presidente do Fed de Nova York, John Williams.

“Os juros ainda estão muito baixos. Nós elevamos eles, mas ainda estão em níveis muito baixos”, acrescentou. “Nós queremos manter a continuidade dessa expansão pelo maior tempo possível.”

Diante de um desemprego de 3,7 por cento -o mais baixo desde a década de 1960- e crescimento econômico bem acima do potencial nesta ano, o Fed estabeleceu um ciclo trimestral de aumento de juros. Durante os últimos meses, um aumento de juros em dezembro era visto como certo tanto dentro quanto fora do Fed.

Mas dados recentes sugeriram que o crescimento está desacelerando na China, Alemanha e em outros lugares, conforme tarifas comerciais dos EUA começam a afetar a economia global. Isso levou alguns investidores a questionar por quanto o tempo o Fed consegue continuar apertando sua política. As dúvidas deixaram a probabilidade de aumento dos juros em dezembro a somente 65 por cento, de acordo com o programa FedWatch do CME Group.

Operadores precificaram cerca de 35 por cento de chances de duas altas de juros no próximo ano, abaixo dos 57 por cento há uma semana. Isso se compara com as previsões dos membros votantes do Fed, em setembro, que indicaram três altas em 2019.

Enquanto alguns banqueiros centrais expressaram cautela na semana passada, a maioria, incluindo Powell e agora Williams, cimentaram o caminho para maior aperto monetário, como planejado.

Reportagem de Jonathan Spicer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below