November 22, 2018 / 5:51 PM / 24 days ago

Índices europeus voltam a murchar com resultados frustrantes e queda de bancos italianos

MILÃO/LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus retomaram a tendência de baixa nesta quinta-feira com resultados frustrantes e recuo de ações de mineração, ao mesmo tempo em que o feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos manteve os volumes baixos.

Operadora observa gráfico de flutuação de mercado 24/08/2015 REUTERS/Regis Duvignau

O índice pan-europeu STOXX 600 terminou em queda de 0,7 por cento, com a maioria dos setores operando no vermelho depois dos ganhos na sessão anterior que ajudaram o índice pan-europeu se recuperar de mínimas de dois anos. O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,76 por cento, a 1.389 pontos.

Incertezas sobre a política italiana, o Brexit e preocupações sobre desaceleração da economia e do crescimento dos lucros minaram o ímpeto de investidores tomarem riscos conforme os bancos centrais tomam medidas para encerrar anos de política monetária frouxa.

Mineradoras tiveram as maiores quedas, com recuo de 1,9 por cento, conforme os preços do cobre caíram por preocupações sobre a desaceleração do crescimento econômico global, afetado pela escalada na guerra comercial entre Washington e Pequim.

Preocupações sobre a economia global levaram analistas a cortarem suas estimativas para o crescimento médio dos resultados corporativos europeus neste ano para 4,8 por cento, ante 10 por cento no início do ano. O crescimento em 2019, entretanto, deve ser de 10 por cento.

“O mercado já está precificado para uma forte desaceleração adicional do crescimento”, escreveram os analistas de ações europeias do Deutsche Bank.

“Porém, nós pensamos que é improvável que essa desaceleração aconteça.”

Os bancos italianos perderam apenas 0,2 por cento depois da profunda queda na véspera, conforme os rendimentos de títulos italianos caíram com esperanças de um acordo entre o governo italiano e a comissão europeia.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em queda de 0,73 por cento, a 1.389 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,28 por cento, a 6.960 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,94 por cento, a 11.138 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,75 por cento, a 4.938 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,69 por cento, a 18.603 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,61 por cento, a 8.906 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,85 por cento, a 4.818 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below