December 20, 2018 / 10:46 AM / a month ago

Milhares de passageiros enfrentam espera em aeroporto de Londres por presença de drones

LONDRES (Reuters) - Os voos no aeroporto londrino de Gatwick, o segundo mais movimentado do Reino Unido, continuavam suspensos nesta quinta-feira devido à presença de drones voando perto de seu espaço aéreo, prejudicando milhares de pessoas que queriam viajar antes do Natal.

Aeroporto de Gatwick, em Londres, lotado devido a atrasos 20/08/2018 REUTERS/Howard Goller

Os aviões não puderam decolar e vários voos com pousos programados foram encaminhados a outros aeroportos, informou a administração de Gatwick. Os planos de ao menos 20 mil passageiros já foram afetados, e milhares mais serão prejudicados nesta quinta-feira e na sexta-feira.

Mais de 100 mil passageiros voam de e para o Aeroporto de Gatwick todos os dias. O gerente-chefe de operações de Gatwick, Chris Woodroofe, disse que a polícia está procurando os operadores das aeronaves por controle remoto.

“Também temos o helicóptero no ar, mas a polícia disse que seria perigoso tentar abater os drones por causa do que pode acontecer com as balas perdidas”, disse ele à rádio BBC.

Gatwick se desculpou aos passageiros afetados no Twitter, acrescentando que a segurança é sua “maior prioridade”.

“Meu conselho aos passageiros que viajam hoje e amanhã é verificar os sites das empresas aéreas antes de irem ao aeroporto”, disse Woodroofe.

Ele alertou que os efeitos cascata nos voos em termos de atrasos e cancelamentos serão sentidos ao menos nas próximas 24 horas.

Um aumento de quase colisões entre drones e aviões comerciais intensificou as preocupações com a segurança na indústria da aviação nos últimos anos.

No Reino Unido, o número de choques evitados entre drones particulares e aeronaves mais do que triplicou entre 2015 e 2017, e 92 incidentes foram registrados no ano passado, segundo a britânica Airprox Board.

Houve vários relatos de presença de drones desde o informe inicial de dois deles às 21h03 locais de quarta-feira, informou Gatwick, que disse ter pedido garantias da polícia antes de reabrir a pista, o que pareceu ter feito brevemente perto das 3h, antes que drones voltassem a ser vistos.

“A polícia do Aeroporto de Gatwick continua a assistir as equipes de segurança do aeroporto depois de uma série de relatos e visões de drones na vizinhança do campo aéreo na quarta e quinta-feiras”, disse a polícia de Sussex em um comunicado.

Alguns passageiros foram ao Twitter expressar seu aborrecimento com a situação.

“Tenho duas crianças pequenas a bordo e preciso chegar a um quarto de hotel de Gatwick”, queixou-se um, cujo voo foi redirecionado, à British Airways na rede social. Mais cedo a empresa aérea havia dito que a situação está fora do seu controle.

Por Sarah Young em Londres e Ismail Shakil em Bengaluru

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below