December 26, 2018 / 5:04 PM / 3 months ago

Sechin, da Rússia, culpa Fed por baixos preços do petróleo

Presidente-executivo da Rosneft, Igor Sechin, na Rússia 25/05/2018 REUTERS/Sergei Karpukhin

MOSCOU (Reuters) - O presidente-executivo da gigante de petróleo russa Rosneft disse nesta quarta-feira que a queda nos preços globais do petróleo está ligada principalmente a um novo aumento da taxa de juros anunciado pelo Federal Reserve dos Estados Unidos, na semana passada.

Igor Sechin, um aliado de longa data do presidente russo, Vladimir Putin, também disse que vê os preços do petróleo em um intervalo de 50 a 53 dólares por barril no ano que vem “sob um cenário conservador”.

O preços do petróleo caíram mais de um terço neste trimestre, pairando pouco acima de 50 dólares por barril, com preocupações sobre a economia mundial, apesar de um acordo global realizado no início deste mês para cortar a produção de petróleo.

Na semana passada, o Fed elevou as taxas em 0,25 ponto percentual, pela quarta vez este ano, para um intervalo de 2,25 a 2,50 por cento.

“Este fator é o principal, que tem impacto sobre o preço (do petróleo)”, disse Sechin a repórteres no Kremlin antes de uma reunião entre Putin e empresários russos.

Sechin, a autoridade de energia mais influente da Rússia, disse que o fato de os Estados Unidos, que estão prestes a se tornarem o maior produtor mundial de petróleo, não participarem do acordo global também pressiona os preços do petróleo.

Por Olesya Astakhova e Vladimir Soldatkin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below