January 4, 2019 / 3:49 PM / 8 months ago

Chairman Powell promete paciência e sensibilidade do Fed a riscos nos mercados

ATLANTA (Reuters) - O chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, agiu nesta sexta-feira para dissipar as preocupações nos mercados financeiros, ao dizer que, apesar do bom momento, o banco central norte-americano será sensível aos riscos ressaltados por investidores e será paciente com a política monetária em 2019.

19/12/2018. REUTERS/Yuri Gripas

Após meses de volatilidade nos mercados financeiros globais, e apenas horas após o relatório de emprego sugerir que a economia dos EUA segue robusta, os comentários tranquilizadores de Powell impulsionaram os índices acionários.

“Particularmente com as leituras de inflação que estão vindo, seremos pacientes ao observarmos como a economia vai evoluir”, disse Powell à Associação Econômica Americana, acrescentando que o Fed não está em um caminho pré-definido de aumento de juros e sugerindo que o banco central pode fazer uma pausa em seu ciclo de aperto monetário, assim como aconteceu em 2016.

“Estamos sempre preparados para mudar a postura da política monetária de maneira significativa”, se necessário, disse Powell, que falou em Atlanta ao lado dos ex-comandantes do Fed Janet Yellen e Ben Bernanke.

“Os mercados estão precificando riscos ... e eles estão obviamente bem à frente dos dados, particularmente se você olhar para os dados do mercado de trabalho desta manhã”, acrescentou Powell.

O presidente do Fed acrescentou: “Vou apenas dizer que estamos ouvindo atentamente isso... escutando com sensibilidade a mensagem que os mercados estão enviando e vamos levar em conta esses riscos à medida que avançamos com as políticas”.

O Departamento do Trabalho informou mais cedo nesta sexta-feira que foram criados 312 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola nos EUA em dezembro, bem acima das expectativas do mercado, enquanto os salários e a participação da força de trabalho aumentaram, todos indicando força econômica sustentada.

Powell chamou o relatório de empregos de dezembro de “muito forte” e disse que os dados dos EUA parecem “estar no caminho certo para manter um bom momento no novo ano”.

O banco central dos EUA subiu as taxas de juros quatro vezes no ano passado, incluindo em dezembro, quando as previsões dos formuladores da política monetária apontaram para mais dois aumentos este ano. Os mercados, no entanto, despencaram desde outubro por temores de uma desaceleração econômica global e da guerra comercial EUA-China.

Operadores estão agora precificando uma pequena chance de um aumento da taxa de juros este ano, contra nenhuma chance vista antes de Powell começar a falar.

SEM RENÚNCIA

Powell também disse que não recebeu nenhum comunicado direto da Casa Branca sobre seu desempenho no cargo e que não vai renunciar, mesmo que o presidente dos EUA, Donald Trump, peça a ele.

Trump, que escolheu Powell para liderar o Federal Reserve em fevereiro do ano passado, tem criticado intensa e publicamente o Fed, particularmente Powell, acusando-o de prejudicar a economia ao elevar os juros. Powell disse que não possui nenhuma reunião agendada com Trump.

Por Howard Schneider

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below