January 15, 2019 / 4:56 PM / 3 months ago

Corte francesa cancela licença de herbicida da Monsanto por motivos de segurança

REUTERS/Brendan McDermid

PARIS (Reuters) - Um tribunal francês cancelou nesta terça-feira a licença para um dos herbicidas à base de glifosato da Monsanto, por causa de preocupações com a segurança, no mais recente baque aos negócios da Bayer.

A alemã Bayer, que comprou a Monsanto por 63 bilhões de dólares, no ano passado, enfrenta milhares de processos nos EUA por pessoas que dizem que seus produtos Roundup e Ranger Pro causaram câncer.

Um tribunal em Lyon, no sudeste da França, determinou que a aprovação concedida pela agência francesa de meio ambiente ANSES em 2017 para o Roundup Pro 360 não levou em conta os riscos potenciais à saúde.

A Bayer citou decisões regulatórias, bem como estudos científicos que descobriram que o glifosato é seguro e a empresa está recorrendo de uma decisão do primeiro tribunal dos EUA que concedeu 78 milhões de dólares em indenizações a um zelador da Califórnia.

O glifosato, que não é patenteado e comercializado em todo o mundo por dúzias de outros grupos químicos, incluindo Syngenta e Corteva Agriscience, da DowDuPont, deverá ser eliminado na França dentro de três anos sob uma promessa do presidente Emmanuel Macron.

Por Sudip Kar-Gupta e Gus Trompiz

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below