January 15, 2019 / 6:36 PM / 8 months ago

Bolsas europeias fecham em alta com expectativa de medidas de estímulo na China

LONDRES (Reuters) - Os índices acionários europeus subiram nesta terça-feira depois que a China sinalizou mais medidas de estímulo para amenizar o impacto da guerra tarifária com os Estados Unidos, apesar de novas preocupações sobre empréstimos ruins terem atingido os bancos italianos e incertezas dominarem as expectativas sobre a votação Brexit no parlamento britânico.

Gráfico do índice de preços das ações DAX na bolsa de valores de Frankfurt, na Alemanha 15/01/2019. REUTERS/Staff

o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,35 por cento, a 349 pontos, enquanto o alemão DAX desacelerou a alta e fechou com avanço de 0,3 por cento depois que os números do PIB mostraram que a economia alemã cresceu 1,5 por cento em 2018, a taxa mais fraca em cinco anos.

No Reino Unido, o FTSE 100 avançou 0,6 por cento e o índice de empresas de médio porte teve alta de 0,1 por cento, enquanto a primeira-ministra Theresa May enfrenta a perspectiva de uma derrota histórica em uma votação sobre seu acordo Brexit no parlamento.

“Haverá muita volatilidade, mas espero que as coisas aconteçam na direção de um Brexit mais suave”, disse Michele Pedroni, gerente de fundos da Decalia Asset Management.

Setores dependentes do comércio e exportações para a China, como tecnologia, industriais, recursos básicos e automóveis, subiram, embora tenham reduzido rapidamente os ganhos após a abertura.

O setor de automóveis subiu para seu maior nível desde 5 de dezembro, na esteira das notícias de estímulo e depois da divulgação de resultados fortes da fabricantes do Peugeot, a PSA, acalmando as preocupações dos investidores sobre as montadoras estarem enfrentando uma desaceleração da demanda chinesa.

As ações da montadora francesa atingiram seu maior nível desde meados de novembro, após a divulgação de vendas recordes em 2018 e fecharam em alta de 1,3 por cento.

O índice FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,47 por cento, a 1.373 pontos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,58 por cento, a 6.895 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,33 por cento, a 10.891 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,49 por cento, a 4.786 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,03 por cento, a 19.165 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,36 por cento, a 8.850 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,05 por cento, a 5.002 pontos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below