January 16, 2019 / 6:13 PM / in a month

CEO da ADM diz que não é o momento para aquisições "monstruosas"

REUTERS/Joshua Roberts

CHICAGO (Reuters) - A norte-americana Archer Daniels Midland (ADM) analisou a compra de rivais, incluindo a Bunge e dezenas de outras empresas, mas decidiu que não é o momento certo para aquisições “monstruosas”, disse o executivo-chefe da companhia à Reuters.

A aproximação da ADM junto à Bunge no ano passado, reportada pela Reuters e outros meios de comunicação, alimentou a especulação de Wall Street de uma maior consolidação entre as principais tradings do mundo, que vendem, armazenam e exportam commodities.

“Não posso administrar a ADM e dizer que, oh, nunca analisei a Bunge. Claro que sim”, disse o CEO e presidente do conselho Juan Luciano em uma rara entrevista para discutir a estratégia de fusões e aquisições. Ele explicou que a ADM também analisou outras empresas no passado, incluindo a Cargill [CARG.UL] e a Louis Dreyfus, os outros membros do chamado grupo ABCD de tradings de grãos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below