January 25, 2019 / 3:17 PM / 5 months ago

Rússia mantém posição como principal fornecedor de petróleo para a China

Bandeira da Rússia 26/03/2018 REUTERS/Lindsey Wasson

PEQUIM/CINGAPURA (Reuters) - A Rússia foi a maior fornecedora de petróleo da China em dezembro, conquistando o primeiro lugar em 2018 pelo terceiro ano consecutivo à frente da rival Arábia Saudita, mostraram dados da alfândega nesta sexta-feira.

As importações do petróleo da Rússia chegaram a 7,04 milhões de toneladas, ou 1,658 milhão de barris por dia (bpd), em dezembro, um aumento de 40 por cento ante 5,03 milhões de toneladas do ano anterior, de acordo com dados da Administração Geral das Alfândegas.

No acumulado do ano, as importações do produto russo subiram para 71,49 milhões de toneladas, ou 1,43 milhão de bpd, um aumento de 19,7 por cento ante 2017.

A demanda por petróleo russo foi apoiada por um aumento no fluxo de refinarias privadas da China, que favorecem as qualidades russas, como ESPO, enquanto incertezas geopolíticas também forçaram a China a importar menos de países como o Irã e a Venezuela.

A Arábia Saudita forneceu à China 6,97 milhões de toneladas em dezembro, ou 1,64 milhão de bpd, alta de 48 por cento.

Em 2018, o principal integrante da Opep impulsionou os embarques para a China em 8,7 por cento, para 56,73 milhões de toneladas, ou 1,135 milhão de bpd.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below