for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Crescimento das empresas da zona do euro fica quase estagnado em janeiro, mostra PMI

Trabalhador em linha de montagem de fábrica na Alemanha 04/02/2019 REUTERS/Kai Pfaffenbach

LONDRES (Reuters) - As empresas da zona do euro iniciaram o ano com a expansão mais lenta desde meados de 2013 uma vez que a desaceleração na indústria atingiu o setor de serviços, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

Indicadores antecedentes na pesquisa sugerem que não haverá nenhuma virada em breve, o que será uma leitura decepcionante para os autoridades do Banco Central Europeu, que recentemente encerraram seu programa de compra de ativos de mais de 2,6 trilhões de euros.

O PMI Composto final para a zona do euro do IHS Markit caiu para 51,0 em janeiro de 51,1 em dezembro, leitura mais baixa desde julho de 2013.

Embora o resultado tenha ficado acima da preliminar de 50,7, superou por pouco a marca de 50 que separa crescimento de contração.

O PMI do dominante setor de serviços do bloco permaneceu estável na marca de 51,2 de dezembro, que foi a leitura mais baixa desde novembro de 2014. O crescimento na atividade industrial em janeiro foi mínimo, mostrou o PMI na sexta-feira.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up