February 27, 2019 / 6:12 PM / 19 days ago

Rio Tinto anuncia melhores ganhos subjacentes em 4 anos

REUTERS/Toby Melville

(Reuters) - A Rio Tinto superou expectativas nesta quarta-feira ao divulgar seu maior ganho subjacente anual desde 2014 e anunciar um bônus nos dividendos após uma série de desinvestimentos.

Após a venda recente de sua participação na mina de cobre Grasberg, na Indonésia, e de outros ativos não essenciais de alumínio e carvão, a Rio Tinto retornou um valor total de 13,5 bilhões de dólares aos acionistas neste ano, após declarar um dividendo especial de 4 bilhões de dólares, a 2,43 dólares por ação, e um dividendo final de 1,80 dólar a ação.

O dividendo especial foi “muito maior do que o esperado”, disse o analista Glyn Lawcock, da UBS, em Sidney, completando que “isso continua a entregar a promessa (da empresa) de retornar dinheiro aos acionistas e não fazer nada estúpido”.

“Novamente anunciamos valor recorde nos retornos aos acionistas”, declarou o presidente-executivo da empresa, Jean-Sébastien Jacques, destacando a estratégia de “valor sobre volume” da mineradora.

Os ganhos subjacentes para o ano de 2018 cresceram 8,81 bilhões de dólares, ante 8,63 bilhões de dólares um ano antes, após suas divisões de cobre e minerais superarem as expectativas, compensando os maiores custos no alumínio.

Por Aditya Soni e Nikhil Kurian em Bangalore e Melanie Burton em Melbourne

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below