February 28, 2019 / 12:53 AM / a month ago

Receita da Petrobras dispara em 2018 com maiores preços de combustíveis

SÃO PAULO (Reuters) - A receita de vendas da Petrobras totalizou 349,8 bilhões de reais em 2018, aumento de 23 por cento ante 2017, refletindo os maiores preços dos derivados de petróleo no mercado interno, principalmente diesel e gasolina, e das exportações, afirmou a empresa nesta quarta-feira.

Carro é abastecido a etanol em posto no Rio de Janeiro 30/04/2008 REUTERS/Sergio Moraes

A alta nas exportações acompanhou um aumento de 31 por cento da cotação do petróleo Brent e a depreciação de 14 por cento do real, acrescentou a petroleira, ao citar alguns dos fatores por trás do primeiro lucro anual da companhia desde 2013.

“Apesar do maior volume de vendas de diesel, houve queda no volume total das vendas de derivados no mercado interno em 3 por cento e nas exportações em 10 por cento, em função da menor produção de óleo”, destacou a empresa, que registrou redução de 5 por cento na produção total de petróleo e gás em 2018.

Segundo a companhia, houve aumento de 13 por cento na comercialização de diesel e redução nas vendas de gasolina em função da maior competitividade do etanol hidratado, cujas vendas mais competitivas que as do combustível fóssil concorrente dispararam em 2018 no país.

No total no Brasil, as vendas de combustíveis por todas as empresas ficaram praticamente estagnadas no ano passado, em meio a preços mais altos dos combustíveis e uma fraqueza na economia.

Segundo a Petrobras, acompanhando a demanda, a produção de derivados ficou ligeiramente abaixo do nível do ano anterior, alcançando 1,764 milhão de barris por dia, enquanto a produção de diesel subiu 3 por cento.

Ainda assim, as importações de diesel avançaram 392 por cento ante 2017, para 59 mil barris ao dia, enquanto a importação de gasolina subiu 73 por cento, para 19 mil barris ao dia.

Segundo uma apresentação aos analistas, a Petrobras aumentou participação no mercado de diesel no Brasil para 85 por cento, ante 74 por cento em 2017, e registrou uma ligeira alta no “share” de gasolina, para 84 por cento, ante 83 por cento no ano anterior.

No quarto trimestre, na comparação com o terceiro, a empresa perdeu fatia em diesel e gasolina, para 88 e 87 por cento, respectivamente.

Em meio a essa queda de participação trimestral nos combustíveis, a receita de vendas total da Petrobras no quarto trimestre de 2018 caiu 6 por cento versus o período anterior, para 92,7 bilhões de reais, refletindo os menores preços dos derivados no mercado interno e das exportações, em linha com a redução do petróleo Brent.

Segundo a Petrobras, houve queda de 10 por cento do Brent no período ante o terceiro trimestre e a apreciação do real em 4 por cento, bem como menor preço de venda de energia.

Por Roberto Samora

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below