March 18, 2019 / 3:03 PM / a month ago

Ibovespa inicia semana em alta com exterior positivo e Previdência no radar

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista mostrava ganhos nesta segunda-feira, em meio a cenário de maior apetite por ativos de risco no exterior, enquanto investidores permaneciam no aguardo da tramitação da proposta da reforma da Previdência.

Operadora monitora painel de cotações da bolsa paulista. 10/09/2015. REUTERS/Paulo Whitaker.

Às 11:56, o Ibovespa subia 0,51 por cento, a 99.623,24 pontos. O volume financeiro era de 8,46 bilhões de reais.

Também no radar estava a viagem do presidente Jair Bolsonaro para Washington, com os agentes financeiros de olho em um possível acordo de investimento entre Brasil e EUA. Bolsonaro chegou no domingo a Washington para uma visita oficial de três dias, acompanhado do ministro da Economia, Paulo Guedes, entre outras pessoas.

Para o analista da Guide Investimentos Rafael Passos, o movimento do Ibovespa acompanha o cenário externo, em dia positivo para os mercados emergentes. “Os ativos de risco estão tomando um fôlego e o Ibovespa se beneficia disso. Internamente, o foco ainda se volta para os avanços da reforma da Previdência”, afirmou.

Em sua conta no Twitter, Bolsonaro afirmou que ainda não viu a proposta que trata de mudanças nas aposentadorias dos militares, que o governo prometeu enviar ao Congresso no dia 20 de março.

Em Wall Street, o Dow Jones subia 0,06 por cento e o S&P 500 avançava 0,35 por cento, enquanto os preços do petróleo Brent mostravam alta de 0,45 por cento.

DESTAQUES

- MARFRIG avançava 4,33 por cento, tendo como pano de fundo declarações da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, dizendo que pretende organizar uma missão para a China para tentar ampliar as exportações de carne suína, bovina e de frango ao mercado chinês. Ainda no setor, JBS subia 2,56 por cento e BRF tinha alta de 1,8 por cento.

- AMBEV subia 3,1 por cento, tendo no radar noticiário positivo sobre vendas de cerveja no país durante o período de carnaval.

- PETROBRAS ON ganhava 1,27 por cento, enquanto PETROBRAS PN avançava 0,42 por cento, em sessão marcada pela alta nos preços do petróleo e aprovação de sua proposta de Acordo de Individualização da Produção (AIP) da jazida compartilhada de Lula, na bacia de Santos, segundo comunicado divulgado pela companhia.

- ITAÚ UNIBANCO PN mostrava alta de 0,63 por cento, enquanto BRADESCO PN ganhava 0,22 por cento, contribuindo para o viés positivo do Ibovespa, dado o peso desses papeis em sua composição.

- VALE cedia 1,15 por cento, após a notícia de bloqueio de 1 bilhão de reais da companhia pela Justiça de Nova Lima, em Minas Gerais, para garantir eventual ressarcimento de prejuízos após a evacuação de moradores na comunidade São Sebastião das Águas Claras-Macacos.

- ECORODOVIAS recuava 1,19 por cento, ainda reagindo aos dados do balanço do quarto trimestre, com queda de 27,2 por cento no lucro na esteira de desdobramentos da greve dos caminhoneiros, maiores provisões para gastos com manutenção de vias e despesas para apoiar investigações sobre envolvimento da empresa em corrupção.

Por Stéfani Inouye

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below