March 23, 2019 / 7:04 PM / 3 months ago

Desastre petroquímico de Houston se estende pelo 6º dia e prejudica importante porto

HOUSTON (Reuters) - As consequências de um incêndio petroquímico em Houston continuaram pelo sexto dia, neste sábado, com trabalhadores de emergência sofrendo para remover combustíveis voláteis de tanques expostos e com o tráfego de barcos prejudicado no porto de petróleo mais movimentado dos Estados Unidos.

Um fogo que queimou por três dias começou no último domingo, nos estabelecimentos de Deer Park, Texas, da Mitsui & Co’s Intercontinental Terminals Co. Danificou ou destruiu 11 gigantes tanques, cada um contendo até 3 milhões de galões de combustível para fazer gasolina e plásticos.

Na sexta-feira, as chamas novamente irromperam por uma hora e paralisaram os esforços para remover combustíveis voláteis que foram derramados quando uma barreira de contenção foi violada. Não houve relatos de feridos na sexta-feira.

O vazamento e o fogo fizeram com que a Guarda Costeira dos EUA fechasse uma parte da conexão pela água entre Houston e o Golfo do México.

No sábado, 23 barcos estavam esperando para entrar no canal e outros 20 esperavam para sair, de acordo com o Houston Pilots, cujos membros guiam barcos para dentro e para fora do porto.

O caminho pela água permaneceu fechado entre Tucker Bayou e o farol 116, neste sábado, disse JJ Plunkett, agente portuário do Houston Pilots.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below