March 26, 2019 / 1:14 PM / a month ago

Escala de desaceleração na China e Europa deve determinar impacto na política do Fed, diz Evans

Operadores trabalham na bolsa de valores de Nova York 07/04/2015 REUTERS/Brendan McDermid

HONG KONG (Reuters) - As autoridades do Federal Reserve vão analisar a dimensão da desaceleração nas economias chinesa e europeia para determinar qualquer possível impacto na política monetária do banco central norte-americano, disse Charles Evans, presidente do Fed de Chicago, nesta terça-feira.

“Depende muito de quão grande será a desaceleração na China, e quão grandes serão as adversidades da desaceleração europeia também”, disse ele em um evento organizado pela Universidade de Chicago.

Ele salientou casos recentes em que as incertezas nas duas economias influenciaram a política monetária do Fed.

“Estávamos prontos para começar a aumentar os juros, e a incerteza adicional nos atrasou até dezembro de 2015”, disse ele. “E então a incerteza de 2016 nos fez esperar novamente até o final de 2016.”

Eric Rosengren, presidente do Fed de Boston, disse no mesmo evento em Hong Kong que as autoridades estão “realmente focadas nas condições econômicas domésticas em geral nos Estados Unidos”, mas “na medida em que isso afeta os Estados Unidos, levamos isso em conta.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below