March 29, 2019 / 8:55 PM / 7 months ago

Em termos absolutos, Educação e Defesa são mais afetados por bloqueio no Orçamento

Militares participam de cerimônia em Brasília que lembra os 55 dos 31 de março de 1964 29/03/2019 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal detalhou nesta sexta-feira o bloqueio de 29,8 bilhões de reais no orçamento para o ano, com o ministério da Educação sendo o mais afetado em termos absolutos, com 5,84 bilhões de reais, seguido pelo da Defesa, que teve 5,108 bilhões de reais bloqueados.

Na semana passada, o governo já havia anunciado o contingenciamento, alegando receitas menores que o esperado. Os 29,583 bilhões bloqueados pelo poder Executivo, contudo, não haviam sido discriminados até então de acordo com os ministérios.

A pasta mais afetada tem o maior orçamento do Executivo, com 23,634 bilhões de reais programados para 2019. No caso da Defesa, os recursos previstos são de 13,227 bilhões de reais, terceiro maior dos ministérios.

Além de Educação e Defesa, também tiveram cifras bilionárias bloqueadas os ministérios da Infraestrutura (corte de 4,303 bilhões de reais), de Minas e Energia (bloqueio de 3,768 bilhões de reais) e da Economia, com 3,638 bilhões de reais a menos.

Foram impactados ainda os ministérios do Desenvolvimento Regional (-2,983 bilhões de reais), da Ciência e Tecnologia (-2,132 bilhões de reais) e da Cidadania (-1,050 bilhão de reais).

As emendas impositivas individuais sofreram um bloqueio de 1,965 bilhão de reais. As emendas impositivas de bancada tiveram corte de 990,6 milhões de reais.

Por Mateus Maia

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below