April 1, 2019 / 2:13 PM / 21 days ago

Índice Ibovespa sobe com exterior positivo e expectativas sobre Previdência

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista mostrava ganhos nesta segunda-feira, em meio à baixa aversão ao risco no exterior, após dados positivos sobre a indústria chinesa, enquanto expectativas sobre o andamento da reforma da Previdência seguiam no radar.

Operador observa painel de ações na Bolsa de Valores de São Paulo 07/01/2016 REUTERS/Paulo Whitaker

Às 11:09, o Ibovespa subia 0,92 por cento, a 96.293,32 pontos. O giro financeiro somava 2,41 reais.

Para Eduardo Guimarães, especialista em ações da consultoria independente de investimentos Levante, o Ibovespa se beneficia do humor mais positivo no exterior, com dados de manufatura da China reduzindo os temores sobre o ritmo do crescimento global.

As principais praças acionários no cenário internacional operavam no azul, em meio a dados mostrando que o setor industrial da China voltou inesperadamente a crescer em março pela primeira vez em quatro meses, diminuindo os temores sobre uma desaceleração global.

Do front doméstico, investidores aguardam a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na quarta-feira.

“Servirá de termômetro sobre o andamento da reforma da Previdência”, acrescentou Guimarães

Mais cedo, a B3 divulgou a primeira prévia da carteira do Ibovespa que irá vigorar de maio a agosto, mostrando a entrada das ações de Azul PN e IRB ON, enquanto LOG foi excluída.

DESTAQUES

- VALE subia 3,6 por cento, sustentada pela alta nos preços do minério de ferro na China, apesar de incertezas sobre a segurança das barragens da mineradora no Brasil. No setor, CNS ganhava 4,7 por cento.

- ELETROBRAS PNB avançava 2,2 por cento e ELETROBRAS ON subia 2,5 por cento, em meio a notícias de que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a aquisição, pela Alupar Investimentos, de fatia de 49 por cento detida pela estatal na Transmissora Matogrossense de Energia (TME).

- PETROBRAS PN tinha alta de 0,46 por cento, enquanto PETROBRAS ON ganhava 0,42 por cento, tendo de pano de fundo alta do petróleo, mas noticiário de que a Caixa Econômica Federal começou a convidar bancos de investimento para apresentar propostas para coordenar a venda de sua participação de cerca de 9 bilhões de reais na estatal.

- BRADESCO PN subia 1,6 por cento, enquanto ITAÚ UNIBANCO PN avançava 0,09 por cento.

- EQUATORIAL perdia 2 por cento, após resultado trimestral, com lucro líquido ajustado de 290 milhões de reais, quase estável em relação aos 288 milhões de reais apurados um ano antes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below